Ah, a chuva…


"Pedi pra chover, mas pra chover de mansinho..." (Súplica cearense, O Rappa)

Acordo com o barulho constante da chuva batendo na janela do meu quarto.  Uma gota aqui, outra acolá, e logo as primeiras poças vão se formando e dando um aspecto diferente ao chão que cotidianamente está quente pelo sol que lhe castiga. Interessante é pensar que aquela é a mesma água (ao menos a mesma composição) que estamos acostumados a utilizar em nossos banhos ou matarmos a sede. Engraçado é como ela parece tão mais fria, gelada, potente que os nossos chuveiros. Sem pestanejar, preferimos olhar para o chão e apressar os passos.

A chuva tem o seu charme, o seu mistério. Ela hipnotiza, faz gente grande ficar parado feito criança em sua frente para apenas observá-la. Seu som, acompanhado de sofá ou cama é mais que sonífero. Para os ativos demais, ela desperta ira. Para o povo que sofre com a seca, é um alívio, enquanto que para as vítimas das enchentes é um terror sem tamanho. A chuva. Para empresário, ela rapidamente vira tema de papo de elevador. Para jornalista, é notícia e para mim é fascinante.

Anúncios

Um pensamento sobre “Ah, a chuva…

  1. Que lindo! Nunca gostei tando da chuva depois de ler isso 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s