O povo é quem manda!


No Brasil, desde o Diretas Já (movimento civil a favor das eleições populares, em 1983) e dos “caras pintatas” de 1992 (que lutou pelo impeachment do então presidente Fernando Collor de Melo), o povo não se mostrava tão disposto a reivindicar os seus interesses.

É amigo, sem dispensar clichês, o povo unido jamais será vencido. E para me embasar no que eu digo, cito três exemplos práticos recentes que demonstraram toda a força que o povo tem quando quer. Uma viagem que começa no Egito e faz escala em Curitiba, antes de chegar a nossa Foz do Iguaçu.

Egito, 8 de fevereiro de 2011.

Foto: Exame

Dezenas de milhares de manifestantes foram pacificamente às ruas do Cairo e de outras cidades do Egito para exigir a renúncia do presidente Hosni Mubarak, no 15º dia de crise política no país.  Na última semana, uma verdadeira revolução democrática varreu o Egito. O país testemunhou os maiores protestos de sua história, quando centenas de milhares de pessoas foram às ruas em várias cidades para exigir o fim da ditadura de Mubarak.

Curitiba, 24 de março de 2010.

As reportagens revelaram que atos como a contratação de funcionários fantasmas e o desvio de dinheiro eram ocultados pela ausência de circulação dos Diários da Assem­­bleia, que eram impressos em ordem errada, fora de data e com pouquíssimos exemplares, que não ficavam à disposição dos cidadãos. Foto: Gazeta do Povo

Após a veículação das reportagens da Gazeta do Povo\RPC sobre as irregularidades da Assembleia Legislativa de Curitiba (os Diários Secretos), estudantes e representantes de sindicatos pediram a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e o apoio da Polícia Federal para investigar as denúncias apuradas. Milhares de paranaenses saíram às ruas de Curitiba e de 15 cidades do interior para protestar contra a corrupção na Assembleia e para pedir mais transparência no poder público estadual.

Foz do Iguaçu, 19 de janeiro de 2011.

Foto: Rádio Cultura

Por volta das 21h, cerca de 100 moradores do Jardim Ipê param os ônibus e obrigam todos os passageiros a descer, em apenas uma das manistações contra as mudanças no transporte coletivo da cidade.

E no dia 2 de fevereiro…

Na tarde desta quarta-feira (2), o diretor do Foztrans, Edson Stumpf, informou que a partir de segunda-feira (7) volta a funcionar o sistema de transporte antigo. Stumpf disse que o sistema antigo funcionará temporariamente até que seja feito um debate amplo com a população iguaçuense, para ser definido novos roteiros e o sistema de integração via cartão, “simplificando as rotas para que não tenha que ocorrer o aumento de passagem”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s